1.5.06

correspondências. honey responde.


dear,

sumiste. e entendo tuas razões. são óbvias. tens um novo amor. prefiro pensar assim (ainda que não convencida). entender que estás feliz. que tens pra quem sorrir agora. com quem aquecer o coração. mas a razão nunca foi meu forte. e não sei ser senão emoção.
chega de cartas escritas e não postadas. por que penso tanto em ti? e não te apago dentro de mim? deixei de reler tuas cartas, mas teus escritos não me dão trégua. sou dessas flores que nascem no meio do asfalto? e que ninguém vê? simples. sem grandes exigências. ao mesmo tempo forte. valente. mentira.
quero a fragilidade. a doçura que me mostraste existir. a poesia da vida. a alegria e a leveza de uma paixão. queria de volta aqueles momentos guardados comigo. que se mostram em flashes, sem que eu os chame. queria ensaiar tudo de novo. gemer pra tu. deixar-me seduzir. desejar tua nudez. queria ter feito tudo diferente. pra estar agora enroscada em ti. saber-te meu. mesmo com a certeza da incerteza disso.
por que insistes em se esconder? se ainda resta um carinho. um bem-querer por este antigo amor, muda o rumo desta história. não te cales assim. estou sangrando. e só.

sua c.

3 comentários:

★~ disse...

Você também me faz falta, sabia?

DO disse...

Poxa vida!!Que lindo!!!!!
Só as pessoas sensíveis e com AMOR mesmo dentro de si conseguem se expressar assim.
Parabens!!

LIN's disse...

___ brigadu!
adoro-te!
______________________bjs [[ lin ]]

Pesquisar o malote