25.6.06

contra-carta.


honey,

por que você se equivoca tanto? fica achando que eu faço flertes e te esqueço. nem é mais meu pensamento te querer, já faz parte do meu corpo o desejo. ando arisco com o risco de apostar: só tenho certeza de você. é dolorido saber que às vezes o destino é um sopro, uma noiva em fuga, uma falta de tempo. quando o amor deixa de ser platônico vira outra coisa, ainda sem nome. desfeita a distância do sonho, o resto é poeira, bonita apenas de longe, fazendo mensagem no vento. e o que escrevo na contra-carta de longe é o perfeito, mas é o intenso-verdadeiro. um pathos feito diamante de estrias e rascunho de linhas. honey, i love you. inside and outside. não importa com qual selo ou carimbo de correio.

Um comentário:

Bárbara disse...

Oiii

aki é a dona do /_never_land_
vim aki conferir seu flog, mto legal ele , bem rox i com textos bem bonitos, tá de parabéns bjux

Pesquisar o malote