21.3.07

os dias depois.


honey,

não há nada mais entre nós. e que faço eu agora com todos os planos que fiz para os dias e as noites contigo? a gente sempre deixa de lado e esquece algo sem importância. e como fazer para esquecer o que permaneceu no centro de tudo? eu gravitava em tua órbita com a cor das paixões e das luas vermelhas. então esse big bang transformou tudo, expandindo violentamente o universo ao qual pertenço, enquanto os fragmentos de mim vão flutuando pelo espaço. vai demorar algum tempo para que a poeira se assente e eu volte a ser outro astro. só espero que da próxima vez eu não seja satélite e permita que alguém circule ao meu redor, me conquistando até a distância mínima de um rosto. por enquanto não me interessam outros gostos, apenas o seu, que eu quero de novo. durante esse tempo de espera cuidarei de mim, até que suas palavras ou a ausência delas me indiquem o caminho. e se de silêncio for feito essa estrada, então me agarrarei na estrela mais próxima, tentando esvaziar sua luz, seu brilho e seu significado. pois você sabe que quando olhamos para o céu à noite, podemos estar vendo apenas o fantasma luminoso de uma estrela, morta há milhares de anos. a distância das viagens e das memórias nos fazem pensar nas coisas vivas. não sei se poderei continuar vendo esse brilho, então te apagarei como a vela mais próxima. mas até lá, até o definitivo som dos teus lábios, deixarei guardado numa caixa o meu tempo pensado contigo no meu corpo. e se for mesmo verdade o final de tudo, quem sabe um dia eu abra a caixa e deixe voar os antigos sonhos a fim de que novos dias venham dispostos a encher meus olhos de outras alegrias. por enquanto eu flutuo suspenso no espaço que você mesmo suspendeu.

Um comentário:

Daniel disse...

Querido querido querido
Estou surpreso com sua percepção.
Você entendeu cada nuance do que estou sentindo e colocou em palavras com uma precisão inacreditável.
Lendo o que você escreveu chorei muito e muito intensamente. Um choro triste, mas bom, pois achar palavras que consigam traduzir o que estou sentido faz eu me sentir compreendido.
Sinto muito que eu esteja passando por isso e sinto muito que você teve que passar também, mas é bom saber que não estou sozinho, que não sou o único e que tem gente disposta a me ajudar.
Gosto muito de você.
Agradeço do fundo do meu coração pela força, pelo tempo, pelas palavras e pelo carinho.
Um beijo

Pesquisar o malote