4.9.10

je t'aime à mourir


honey:

se tu soubesses
o quanto te amo,
eu não estaria aqui, agora, no mar.

meu corpo não seria tão bronze,
nem minha boca
tão queimada de sal.

se tu soubesses
eu não passaria por esta fome
nem sentiria esta sede
nem pressentiria o teu medo
de não sermos verdade.
se tu soubesses
eu não morreria de saudades
não sentiria febre
ou dor ou raiva
porque saberia sempre 
que estás para voltar.

mas como ainda temes,
não acreditando nas palavras mínimas,
de que vivo tão só por ti,


eu me torno parte do oceano
para te amar e, doce, beijar teus pés descalços, 
enternecidos de espuma.

Nenhum comentário:

Pesquisar o malote